quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Eu minto

Eu tento...

Nunca dizer aquilo que não sinto

(apertos)
Não falar aquilo que não penso
(torto)
Mas as vezes falo
(sexo)
As vezes me escapa
(de chuva)
Covarde me sinto
(aperto)
Quanto eu minto
(lombrigas)

Incapaz de dizer

Olho nos teus olhos
Eu digo
pra ti eu não minto
Será verdade?
Eu tento,
Verdade opressora
nó na garganta
mentira satisfatória
Não sinto mais nada...

Eu Brinco

(orelhas)

2 comentários:

  1. Que legal ler teus escritos!
    Muito lindo esse.

    Um bj

    Paloma

    ResponderExcluir
  2. Imposssivel mentires.
    por que quando falas a verdade se reinventa

    ResponderExcluir